Conheça tudo sobre o curso de Gerontologia!

idosa-e-enfermeir

À medida que a quantidade de pessoas com mais de 60 anos no Brasil aumenta, as profissões relacionadas aos cuidados com idosos ganham destaque nesse novo contexto. Esse é o caso da Gerontologia.

Esse Tecnólogo é responsável por estudar o envelhecimento da população, em todos os sentidos (psicológico, econômico, social etc). Esse processo gera impactos no comportamento e na saúde do ser humano, exigindo diversas adaptações e novos hábitos de vida. É um ramo que exige bastante qualificação e dedicação dos profissionais.

Quer saber mais? Neste post, vamos apresentar tudo sobre Gerontologia. Fique ligado!

O que é Gerontologia?

Até pouco tempo atrás, cerca de um século, a expectativa de vida em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento não era tão alta. Com inovações tecnológicas e científicas, a sociedade pôde observar a dinâmica social que propiciou mais acesso a serviços essenciais para a qualidade de vida, como transporte, alimentação, saneamento básico, moradia, sistemas de saúde etc.

Contudo, ao mesmo tempo em que é possível notar o envelhecimento da população, não se encontram tantos recursos adaptados para o público acima de 60 anos. Isso aponta ser necessário reformular vários setores do mercado para que as necessidades dos idosos sejam atendidas em todas as esferas, e foi assim que surgiu a Gerontologia.

Essa é a área da saúde responsável por estudar e considerar as necessidades emocionais, sociais, biológicas e de saúde que surgem ao longo do avanço da idade. Quebrar os tabus sobre envelhecimento e promover mais conteúdos conscientizadores é essencial para valorizar a autonomia e a independência dos idosos.

Por essa razão, também é importante incentivar a melhora da qualidade de vida desse público, e é nisso que a Gerontologia foca o seu trabalho. Esse ramo busca promover um envelhecimento saudável, com mais bem-estar e prevenção de doenças psicológicas e físicas.

Qual é o objetivo do curso de Gerontologia?

Com o aumento da expectativa de vida, também é possível observar o aumento percentual de pessoas idosas entre a população em geral. Isso leva a uma demanda por mais profissionais especializados no cuidado de idosos e habilitados para promover melhorias na qualidade de vida dessa faixa etária.

Embora as práticas da Gerontologia incluam profissionais com formação em várias áreas do conhecimento, como Enfermagem, Farmácia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Psicologia, também é possível fazer uma graduação específica nesse segmento.

Oferecido no formato Tecnólogo — modalidade de faculdades rápidas de curta duração — o curso de Gerontologia prepara os estudantes para se tornarem profissionais generalistas, aptos a atuar e equipes multidisciplinares. O objetivo é melhorar e inovar os serviços de atenção aos idosos.

Como é o curso de Gerontologia?

A Gerontologia pode ser estudada em cursos de graduação e de pós-graduação. Profissionais da saúde podem tirar um bom proveito da especialização nesse ramo para aprender conteúdos voltados para o público idoso.

Já quem ainda não concluiu o ensino superior ou gostaria de uma segunda graduação, e se identificou com essa profissão, pode cursar um Tecnólogo. A faculdade utiliza conteúdos teóricos e práticos para abordar temas envolvidos no processo de envelhecimento e na assistência às pessoas da terceira idade, como:

  • desenvolvimento humano;
  • convívio familiar;
  • processos de envelhecimento;
  • gestão social;
  • andragogia.

A seguir, você conhecerá outros detalhes importantes da faculdade de Gerontologia!

Duração

Para atuar como gerontólogo, é preciso fazer a faculdade de Gerontologia, que tem duração de 4 semestres (2 anos). Essa graduação é do tipo Tecnólogo e conta com uma abordagem mais objetiva.

Um curso Tecnólogo não pode ser confundido com uma faculdade resumida, pois o seu foco está em formar profissionais com habilidades específicas e necessárias para o mercado.

Os estudantes devem ter concluído o ensino médio e, ao final, receber um diploma com a mesma validade de qualquer curso superior, sendo qualificado e detentor de conhecimentos práticos sobre questões fundamentais para o trabalho que desempenharão.

Essa modalidade é ideal para quem deseja ingressar no mercado de trabalho mais rápido. Também é uma ótima opção para as pessoas que querem ter um diploma de nível superior em um tempo menor. Além disso, o Tecnólogo é destinado a quem já atua no ramo e quer crescer ou ir em busca de uma boa recolocação no mercado de trabalho.

Modalidade de ensino

Se você está em busca de uma formação profissional e deseja se tornar um gerontólogo de sucesso, saiba que é possível cursar a graduação na modalidade de ensino EAD. Essa é uma excelente alternativa para quem não tem tempo de frequentar a instituição todos os dias na semana, além de possibilitar que o aluno concilie o estudo com sua rotina.

Outra vantagem é que essa opção é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e não há nenhuma desvalorização em relação aos cursos presenciais. Nesse caso, as aulas e avaliações ficam disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

Nesse espaço virtual, você terá acesso a informações muito importantes, como a sua situação acadêmica ao longo dos semestres, além da oportunidade de participar de grupos de discussão, fóruns e chats. Outros benefícios de escolher a faculdade de Gerontologia EAD são:

  • diploma com o mesmo valor do presencial;
  • desenvolvimento de habilidades;
  • flexibilidade de horários;
  • custo reduzido.

Como é a grade curricular da faculdade de Gerontologia?

O curso de Gerontologia conta com matérias que discutem o envelhecimento da população pela ótica de vários campos do saber (política, sociologia, biologia, psicologia etc).

É por isso que você estudará conteúdos como Aspectos Biopsicossociais do Envelhecimento, Políticas Públicas de Atenção ao Idoso e Reabilitação Geriátrica.

Confira, a seguir, a grade curricular completa da graduação em Gerontologia!

  • Acessibilidade e Tecnologias Assistivas para o Idoso;
  • Aspectos Biopsicossociais do Envelhecimento;
  • Direitos Humanos, de Inclusão e do Idoso;
  • Farmacologia e Cosmetologia;
  • Gestão, Qualidade e Segurança do Paciente;
  • Políticas Públicas e Políticas de Atenção ao Idoso;
  • Psicologia Aplicada à Saúde;
  • Qualidade de Vida na Velhice;
  • Reabilitação Geriátrica;
  • Senescência e Senilidade;
  • Suporte Básico de Vida e Primeiros Socorros;
  • Terapias Integrativas para o Bem-Estar;
  • Vida Limitada pelo Tempo.

Agora, confira o que se estuda em algumas das principais disciplinas de Gerontologia!

Políticas Públicas e Políticas de Atenção ao Idoso

Neste conteúdo, são exploradas leis, decretos e resoluções voltados para a população mais velha e como eles tratam questões de emprego, moradia, combate à miséria, acesso ao sistema de saúde, assistência pública, princípios de cidadania, projetos sociais, entre outros.

Reabilitação Geriátrica

Nessa disciplina, os alunos exploram os procedimentos do setor de saúde que são voltados para a recuperação, o tratamento e o cuidado paliativo de idosos acidentados, com problemas motores ou enfermidades.

idoso-exercicio
A Reabilitação Geriátrica é uma área da Gerontologia que visa à recuperação funcional de idosos por meio de intervenções multidisciplinares. Fonte: Shutterstock.

Aspectos Biopsicossociais do Envelhecimento

Aqui, você aprenderá os conceitos, o senso comum e os fatos históricos sobre o processo de envelhecimento e o que isso representa dentro de uma cultura de produtividade enquanto sinônimo de vitalidade.

Direitos Humanos, de Inclusão e do Idoso

Nessa disciplina, o foco é explorar o panorama dos direitos da pessoa na terceira idade e as iniciativas privadas e públicas para a integração do idoso na comunidade e no mercado de trabalho.

Qual é o perfil do estudante de Gerontologia?

O estudante que decide cursar a faculdade de Gerontologia deve apresentar um perfil bem específico. Primeiro, é importante ter boa vontade para ajudar outras pessoas e ser empático. Além disso, é necessário ter facilidade em se relacionar com os outros, principalmente com idosos.

Ser paciente e saber se comunicar com as pessoas da família para informar sobre o paciente também é fundamental. Ainda, saber trabalhar em equipe e ter bom espírito de liderança auxilia os profissionais em seu dia a dia de trabalho.

Caso queira atuar como pesquisador, saiba que ter disposição para estudar e ler artigos também é algo importante.

O que faz o profissional de Gerontologia?

Um dos principais objetos de estudo da Gerontologia é o envelhecimento e todas as mudanças causadas por ele, tanto de caráter psicológico, quanto físico, biológico e social. Entender as adaptações necessárias para manter o bem-estar da população ao longo do avanço da idade é o objetivo dessa área.

Dessa maneira, o gerontólogo é responsável por oferecer assistência médica, incentivar a adoção de hábitos saudáveis na rotina e estabelecer medidas de prevenção de doenças comuns para essa faixa etária.

Problemas vasculares e respiratórios, doenças cardíacas e neurodegenerativas, degradação óssea, diferentes tipos de câncer e alterações no trato urinário são complicações frequentes da terceira idade. Sabendo disso, o profissional de Gerontologia busca maneiras de prevenir e retardar o surgimento dessas patologias.

Ao mesmo tempo, o gerontólogo analisa questões psicológicas e sociais, como a dificuldade de aceitação e o sentimento de solidão, para buscar soluções ambientais e iniciativas das famílias que também promovam a qualidade de vida.

Quais são as opções de atuação para o gerontólogo?

O estudante da área da saúde tem como principal vantagem a possibilidade de atuar em vários campos. No ramo da Gerontologia também existem diversos espaços em que é possível trabalhar e ajudar na diminuição de problemas que afetam a terceira idade.

Confira, abaixo, algumas opções de atuação para o gerontólogo!

Trabalho em ONGs

Existem muitas Organizações Não Governamentais que lutam pelos direitos dos idosos na sociedade. O gerontólogo tem todo o conhecimento necessário para auxiliar no incentivo às adaptações necessárias para que esse público tenha mais recursos para ter a saúde e o bem-estar garantidos.

Casas de apoio aos idosos

O gerontólogo também pode trabalhar nas casas de apoio aos idosos. Muitas famílias não têm condições, tempo ou afinidade com pessoas da terceira idade, principalmente as que precisam de cuidados especiais. Por essa razão, as direcionam para esses espaços.

O profissional de Gerontologia é ideal para identificar as necessidades individuais e coletivas dos membros das casas de apoio aos idosos, indicando as adaptações adequadas para que eles possam aproveitar melhor esses espaços.

Centros de saúde

Clínicas, ambulatórios e hospitais também são ambientes de trabalho para o gerontólogo. Profissionais de Medicina que fizeram residência médica em Geriatria e especialização em Gerontologia costumam exercer as atividades nos centros de saúde.

Atendimento domiciliar

Atendimentos domiciliares são ótimos para atender às demandas individuais das pessoas, principalmente aquelas que apresentam mobilidade reduzida ou têm mais dificuldade para passar muito tempo fora de casa.

idosa-cama
Gerontologia no atendimento domiciliar ao idoso. Fonte: Shutterstock.

Por que vale a pena investir no curso de Gerontologia?

A Gerontologia é um campo que vem ganhando força em todo o mundo, já que diversos países estão testemunhando um envelhecimento generalizado das noções. Isto é, não só a expectativa de vida das pessoas aumenta, mas também o número de indivíduos que chegam à terceira idade. No Brasil, esse fenômeno também acontece.

Para se ter ideia, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou em 2021 um levantamento que aponta que há cerca de 31,23 milhões de pessoas com mais de 60 anos no país. Esse número é muito expressivo, pois já representa 14,7% de toda a nossa população.

Por essa razão, cada vez mais o Estado precisa traçar estratégias para atualizar e aperfeiçoar as políticas públicas de saúde para esse grupo, e as instituições de saúde necessitam reestruturar os serviços oferecidos a essas pessoas.

Isso sem mencionar, é claro, nas mudanças no mercado de trabalho, uma vez que as empresas começaram a se adaptar para contar com os idosos no quadro de colaboradores delas.

Resumindo: o gerontólogo conta com altas chances de empregabilidade e estabilidade na carreira, pois é uma área aquecida e essencial para o bem-estar da sociedade.

Agora é com você!

Agora que você já sabe tudo sobre Gerontologia, que tal investir os estudos nessa graduação? Essa carreira está em alta e oferece excelentes oportunidades de emprego aos profissionais.

Para se destacar na área, é fundamental estudar em uma instituição de ensino qualificada e reconhecida pelo MEC. Na Anhanguera, os alunos têm acesso a um ensino de excelência, tendo aulas com professores mestres e doutores experientes.

Além disso, temos vantagens exclusivas, como formas de ingresso facilitadas, acesso ao Canal Conecta e possibilidade de concorrer a bolsas de estudos!

Gostou do post e quer estudar Gerontologia na Anhanguera? Então inscreva-se no nosso vestibular online!

Perguntas Frequentes

Quanto ganha um profissional de Gerontologia?

Um gerontólogo recebe, em média, R$ 2.820,67 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. A faixa salarial fica entre R$ 2.500,00 e o teto salarial alcança um valor de R$ 5.272,22.

Qual a diferença entre Geriatria e Gerontologia?

A Geriatria é uma especialização que faz parte da Medicina. Ou seja, após concluir essa graduação, o médico pode fazer uma residência ou uma pós em Geriatria. Já a Gerontologia é uma área de estudo, isto é, gerontólogo se especializa no estudo do paciente idoso.

Quais os pilares da Gerontologia?

A Gerontologia conta com 4 pilares principais. Eles são cognitivo, físico, social e aprendizagem. Cada um deles considera o que é importante para um envelhecimento mais ativo e saudável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima